BIOGRAFIA

Nascido em 1989, no Porto. Concluiu o curso de interpretação pela Academia Contemporânea do Espectáculo em 2007 e no âmbito desta formação participou em diversos workshops e espetáculos com António Capelo, João Paulo Costa, Kuniaki Ida, os Peripécia Teatro, Les Plasticiens Volants, entre muitos outros.

Como músico, iniciou a sua formação em percussão desde 2003: Iniciou-se em percussão tradicional galega com Maria Xosé Lopez Vilar, realizou masterclasses com nomes distintos no panorama internacional tal como o indiano Trilok Gurtu ou o iraniano Farzad Andalibi. Em 2010 inicia estudos de percussão clássica com o professor Joaquim Alves; Em 2012 concluiu o 5º grau no Conservatório Regional de Música de Gaia com o professor Paulo Costa. Em 2019 termina a licenciatura de percussão clássica, pela Universidade do Minho, com o professor Nuno Aroso - onde realizou masterclass com os percussionistas Mark Braafhart e Filippo Lattanzi. Ainda na universidade, foi orientado pelos maestros Francesco Belli, Nick Ost e Gerardo Estrada na Orquestra da Universidade do Minho. Actualmente, teve/tem aulas regulares, de bateria, com o professor Marcos Cavaleiro e Leandro Leonet e aulas de música clásica indiana com Guru Ji Pandit Kishore Banerjee.

Como formador, orientou um grupo de percussão de 2008 a 2013 na instituição CERCIAG (Cooperativa de Educação e Reabilitação de Cidadãos com Incapacidades de Águeda).

Em 2014 orientou um grupo de percussão na Escola Augusto Gil, no Porto. Lecionou, também, percussão tradicional galaico-portuguesa em diversos locais do país como Penafiel, Viseu e Porto, e lecionou no 1º Curso oficial (via profissionalizante) de Percussão Tradicional Portuguesa na Academia de Artes de Chaves. De momento encontra-se a lecionar na escola Cardo, em V.N.Gaia, na escola Limina, no Porto e online.

Como percussionista e intérprete conta com 24 álbuns editados; participou, gravou e pisou o palco com inúmeros artistas e projetos, dos quais destaca Mário Lúcio & os Kriols, Teresa Salgueiro, António Chainho, Gisela João, Marta Pereira da Costa, Fred, Retimbrar, Cardo Roxo, Manuel Maio, Manuel Cruz, Maria Monda, Cristina Clara, Coro de Câmara de SJM, Pé na Terra (do qual é co-fundador), Fanfarra Káustica, Viola Popular, Orquestra da U.Minho, Orquestra Sem Fronteiras, Almarimba, Rubim, Toque de Caixa, Gambuzinos e Senza. Em 2019, estreou a obra "Tu Es Petrus", para ensemble e coro, de Eurico Carrapatoso, num concerto na Igreja de São Francisco, em Évora.

Em nome próprio, já estreou, em recital, uma série de obras dos compositores Fernando Lapa e Ângela da Ponte, onde explora o universo da música tradicional portuguesa, numa vertente erudita, mesclando instrumentos de origem popular - como o adufe ou as trancanholas - e outros contemporâneos, designadamente o vibrafone e multipercussão diversa.

Já actuou em diversos países da Europa - Itália, França, Alemanha, Bélgica, Sérvia, Croácia, Polónia, Eslovénia, Espanha e fez centenas de concertos em todo Portugal (continente e ilhas); em África já actuou em África do Sul, Namíbia, Zimbabué, Ilha Reunião, Cabo-Verde e Marrocos e no continente asiático actuou na China, Dubai, Índia e Timor Leste.

No Presente ano encontra-se a fazer investigação para um livro, juntamente com o antropólogo Napoleão Ribeiro, que irá ser editado com o apoio da DGARTES, sobre a cultura musical dos Zés Pereiras entre Douro e Minho.